Orides reclama que Executivo usa imprensa para fazer ‘politicagem’ contra vereadores não-tucanos

 

Publicado em: 10/11/2011 00:00

Whatsapp

 


O vereador Orides José Barbosa (PMDB) começou a sua fala na reunião da Câmara dizendo que foi eleito para cumprir com seu trabalho de vereador, “que é legislar, fiscalizar e julgar”.


Orides disse que todos têm que fazer o seu trabalho com seriedade e manter uma postura e sempre falar a verdade e não fazer politicagem.


Para o vereador a Câmara está sofrendo uma grande discriminação da parte do Executivo e que “da forma que anda, não precisa ter vereadores”. Para ele, é um direito de todos exercerem seus trabalhos tendo suas próprias decisões.


Orides criticou o que ele chamou de “politicagem”, que estaria sendo realizada pelo Executivo, que, na opinião dele, usa os meios de comunicação (rádio e jornal) para tentar denegrir e desfazer dos vereadores não filiados ao PSDB, “que estão fazendo os seus trabalhos”.


Se não estamos corretos e estamos errados, eu acho que temos que assumir e não tentar denegrir, tentar desfazer de alguém que trabalha pelo povo de Itapagipe, que está fazendo um trabalho sério também, mas olhando o que é preciso olhar, analisando o que é preciso analisar, fiscalizando o que é preciso fiscalizar”, comentou.


“A população de Itapagipe não merece o que está acontecendo, essa politicagem”, disse Orides. “Certos pronunciamentos que a gente ouve no rádio tentando denegrir, desfazer dos vereadores que estão fazendo seu trabalho com seriedade, fiscalizando, olhando pelo nosso dinheiro público”, comentou. “Meus senhores, eu tenho vergonha de saber o que vem acontecendo”.


Mostrar a realidade não é só publicar as coisas boas
Para Orides, mostrar a realidade não é só publicar o que vem sendo feito, o que vem sendo concluído. “Também existem muitas falhas muitos erros”, ponderou. “A gente que não quer comentar, a gente quer ajudar a administração, a gente quer corresponder e queremos que o governo corresponda bem também”.


Entre os problemas existentes, o vereador citou a precariedade dos mata-burros nas estradas rurais e denunciou “desvio de madeira” na Serraria Municipal.


“O que existe de mata-burro quebrado, danificado; o que há de cobrança hoje [evidencia] é um descaso”, ressaltou. “A maioria não tem madeira, mas você vai no almoxarifado, na serraria [municipais] não falta madeira, mas a maioria das madeiras que é serrada lá que é para atender o pessoal [da zona rural] é desviada”, acusou. “Então tem tudo isso. E a gente tem que falar a verdade, a gente não pode esconder, tapar o sol com a peneira”.


Orides também parabenizou o Executivo pelas melhorias que tem trazido pelo município. “Vamos falar a verdade. Está fazendo asfalto na Avenida do Contorno. Meus parabéns! Isso é muito bom e vai beneficiar muita gente; está fazendo Cohab. Outro tipo de coisa que eu parabenizo, fico muito satisfeito e a população muito mais!”


“Vamos ter respeito com o trabalho de cada vereador, não vamos desfazer não, nem dizer que obras concluídas hoje são aprovadas só por uma minoria de vereadores”, pediu.


E explicou. “Eu não fui eleito para ser oposição, eu não fui eleito para trabalhar contra o governo. E fui eleito para defender o direito do povo, para trabalhar em prol de melhorias para o povo e para acompanhar o governo também [nas coisas certas]”.


“O importante é falar a verdade e não tentar fazer com que a população seja tapeada por pronunciamentos em rádio e [matérias] escritas em jornal”, destacou. “O dever da gente é falar a verdade. É mostrar os trabalhos [obras] que estão sendo feitos, mas também esclarecer tudo o que ainda precisa fazer”.


Imagens